como-usar-o-google-meu-negocio-para-vender-mais-com-marketing-digital-bruno-bertoli-envolve-digital

Como usar o Google Meu Negócio para vender mais?

Este conteúdo é voltado para pessoas com pouco ou nenhum conhecimento em marketing digital. Se esse é o seu caso, boa leitura!

Você curte aproveitar vantagens gratuitas?

Eu sim! Por isso, hoje vou compartilhar uma ótima ferramenta com você e que muitas pessoas ainda não conhecem e outras até já ouviram falar, mas não exploram tudo o que ela oferece.

Acredito que provavelmente você já ouviu falar que é possível destacar um negócio no Google investindo em anúncios pagos, né? Hoje você vai aprender como cadastrar sua empresa no gigantes das buscas sem custo algum e ainda explorar vários recursos para divulgar seu negócio e interagir com possíveis clientes e também com quem já visitou a sua empresa e comprou algo de você. Tudo isso acontece através do Google Meu Negócio, uma plataforma criada especialmente para as pequenas empresas. 

Quer aprender a como começar? Siga os passos:

  1. Acesse este link: http://bit.ly/ConhecerGoogleMeuNegocio
  2. Clique em “gerenciar agora” e faça seu cadastro da forma mais completa e correta possível;
  3. Faça a confirmação da sua ficha (é assim que o Google chama o cadastro de uma empresa na plataforma).
Ilustração do Google Meu Negócio
Ilustração de como fica seu cadastro na busca pela sua empresa. Você também poderá aparecer no Google Maps quando buscarem pelo seu segmento!

Na minha experiência e acompanhando alguns clientes que ainda não tinham esse cadastro, a confirmação sempre foi através de um documento impresso com um código que chega, em média, duas semanas depois no endereço cadastrado através dos Correios. É só abrir a correspondência que lá vai ter as orientações de onde você precisa digitar o código para ativar sua conta na plataforma. 🙂 

Tudo isso é realmente muito simples e as boas notícias eu ainda nem contei.

Após a ativação, você vai:

  • Estar no Google Maps;
  • Poder aparecer nas buscas pela sua empresa na rede de pesquisa do Google. Busque pelo meu negócio, Envolve Digital, e você verá como os dados dela aparecem no canto direito da tela. Ou clique aqui: https://g.page/EnvolveDigital;
  • Poder receber e responder avaliações de clientes. Esse recurso é ótimo para dar credibilidade ao seu negócio e o Google percebe, pelo GPS do celular, quando vamos a algum lugar e incentiva que façamos essas avaliações, falando bem (de preferência!) ou não muito bem das empresas que tivemos contato;
  • Ter acesso a uma área de produção de conteúdo para postar fotos, vídeos e textos, que ficarão visíveis quando alguém encontrar sua empresa no Google;
  • Poder incluir um Tour 360º do interior do seu negócio. Existem empresas especializadas nesse serviço que podem fazer esse arquivo para você, como a 360 Mídias Interativas, que fez vários trabalhos legais como o Tour 360º dos ambientes internos do Colégio Cotemig. Veja aqui como ficou: http://bit.ly/ExemploTour360noGoogle;
  • Cadastrar descrições dos seus produtos e serviços;
  • Receber um relatório mensal com vários dados insights incríveis! Alguns deles: quantidade de vezes que sua empresa foi vista, quantas ligações recebeu a partir do Google e quantas vezes os clientes clicaram no botão “como chegar”.

Sim! Tudo isso sem custo nenhum.

Só que é claro que o Google não é bobo. Esses cadastros ajudam a alimentar a plataforma com informações relevantes para os consumidores que buscam por soluções no buscador. Quanto melhores as informações, mais a plataforma é utilizada pelas pessoas que buscam produtos e serviços e também vista como espaço para os anunciantes.

Inclusive, depois do cadastro no Google Meu Negócio, é provável que você receba um cupom para anunciar no Google Ads, mas se você não quiser, não será obrigado. Apesar de que: eu recomendo! Recentemente, um cliente meu recebeu uma oferta para anunciar R$ 300 pagando apenas R$ 150. Fazendo uma boa campanha, dá pra atrair um bom tráfego para o seu site com esse valor!

Tem muito mais!

Acima eu listei apenas algumas das funcionalidades do Google Meu Negócio, mas existem outros detalhes que só utilizando ou indo mais fundo para você conhecer. Não quero me estender muito aqui, afinal, a ideia é convidar você para usar, se aventurar e tirar suas próprias conclusões! 

Faça testes e melhore a imagem digital da sua empresa!

Talvez você já sabia que podia cadastrar sua empresa gratuitamente no Google, mas não tinha conhecimento de todas essas possibilidades, ou simplesmente não está explorando todos os recursos, que são vários, né? Que tal testar? Mesmo que você não consiga grandes resultados em vendas de imediato, é pouco tempo de esforço para deixar a imagem da sua empresa no maior buscador do mundo bem completa!

Para quem eu recomendo o Google Meu Negócio?

De forma geral, qualquer empresa pode utilizar esses recursos, mas a minha recomendação é que, principalmente os negócios locais, explorem ao máximo o Google Meu Negócio! O que são negócios locais? Bom, esse é um assunto para um próximo conteúdo. Fique ligado por aqui nos meus textos!

Um abraço e até a próxima!

Erros comuns na hora de investir em marketing digital

Comunicação Digital: Como começar a divulgar um Negócio na Internet?

Sempre que começamos algo, é tudo um mistério, não é mesmo? Dúvidas e inseguranças surgem, nem sempre temos profissionais da área acessíveis para darem suporte e acabamos agindo pelo feeling. E por ver muitos metendo os pés pelas mãos, decidi separar 5 erros que vejo muito por aí pra você não cometer. Sem mistério e sem complexidade. Vamos lá?

1. Não alimentar os perfis sociais antes de divulgar

Vez ou outra recebo convites pra curtir alguma página no Facebook ou seguir algum perfil no Instagram. Clico pra verificar do que se trata e… Bom, tem um ou dois posts. Péssimo erro! Se você está começando e quer conquistar uma audiência, guarde a ansiedade de mostrar sua página pra todo mundo e capriche no conteúdo. Pense comigo: por que alguém entraria em uma loja vazia ou com quase nada de produtos à venda? A lógica no digital é a mesma: por que alguém seguiria um perfil que tem pouco ou nenhum conteúdo? Sua credibilidade vai pro espaço, e, o pior: a primeira impressão pode ser a que vai ficar. Você desperdiça um ponto de contato em uma das primeiras tentativas. Então não meta os pés pelas mãos! Faça bons grids no Instagram (aqui tem um vídeo que ajuda muito), alimente sua página no Facebook com ótimos posts e uma foto de capa matadora e só depois disso comece a chamar o público. Vai por mim, a espera vai valer a pena! 🙂

2. Estar em uma rede social só porque todos estão usando

Muitos pequenos e médios empreendedores saem criando perfis nas “redes sociais da moda” e acabam se frustrando. Isso acontece porque acabam agindo pelo impulso e não fazem uma pesquisa antes de entrar na rede social. Vejo várias empresas no Instagram sem nenhum potencial para estar lá, por exemplo. Empresas sem apelo visual, sem boas fotos, divulgando seus layouts mirabolantes achando que terão algum resultado. Pense na particularidade de cada rede social. Não é porque você e seus amigos estão em determinada rede social que sua empresa também tem que estar. Na dúvida, consulte ou profissional de marketing ou publicitários antes pra ter certeza.

3. Não investir em design

Por estarem começando, muitos profissionais acabam optando por opções mais em conta na hora de criarem suas marcas, e é como dizem: muitas vezes o barato sai caro! “Meu sobrinho está fazendo Publicidade” ou “meu vizinho já trabalhou em uma gráfica” são coisas que a gente escuta por aí e já se preocupa. Nada contra estudantes de publicidade ou profissionais gráficos, mas criar uma marca é coisa séria. Na hora de investir na sua, invista mesmo, sem economizar. Se você não puder pagar um bom designer, tente oferecer o seu serviço em troca, negocie, mas não deixe de dar importância a esse passo. Estamos na era da informação e somos bombardeados por conteúdo o tempo todo, as pessoas não querem ver layouts feios, então capriche!

4. Focar somente em conteúdos promocionais

Lá está você começando a produzir conteúdo nas redes sociais. Você fala sobre seus produtos, sobre seus preços, seus diferenciais, sua localização, sua experiência… E quando vê, está falando só sobre você achando que está arrasando. Errado! Rede social é lugar de relacionamento, então pense estar de frente com uma pessoa que só fala de si mesma. Entediante, não? Na hora de pensar nos seus conteúdos, desenhe uma persona, que é uma ilustração do seu público, e comece a pensar em conteúdos que a ajudem em seus problemas e desafios, que despertem sua curiosidade e intercale com conteúdos mais promocionais, afinal, você não está ali só de bobeira.

5. Deixar de investir em um bom site

Por último, mas não menos importante, tenha uma site! Por estar iniciando no mercado, muitos empreendedores acabam optando por entrar nas redes sociais, onde tudo pode ser trabalhado de forma orgânica, e deixam os planos de ter um site para o futuro. Aí que se comete um erro, que vou confessar que é tentador. Não ter um site, além de não passar uma imagem muito positiva para o seu cliente, pode fazer com que você perca negócios. Isso porque diariamente buscamos por empresas e soluções em mecanismos de busca, como o Google, e a sua empresa deixa de aparecer nos resultados por não ter um site. Além de poder transformar buscas em negócios, um site com o seu domínio possibilita que você tenha um e-mail profissional, como contato@suaempresa.com.br. Sem comparação com um Gmail ou um Hotmail.

 

E aí, curtiu as dicas? Deixe nos comentários quais as suas dúvidas sobre marketing digital e quais os seus principais desafios para abordarmos nos próximos conteúdos. Um abraço e até a próxima! 🙂